Quer ser a primeira na cabeça dos consumidores? Leia esse artigo da Kissmetrics que o Canal da Peça Web Services selecionou para explicar como melhorar o seu ranking.

Kissmetrics

Otimização de conversão e SEO possuem uma relação muito próxima – eles dependem um do outro para funcionar.

Da mesma forma que nenhum vendedor consegue realizar o seu trabalho sem um fluxo constante de clientes entrando em suas lojas, nenhuma Call-to-Action (CTA) pode gerar conversões sem tráfego no site. Por outro lado, do que adianta muitos visitantes se você não tem uma estratégia eficaz para influenciá-los a realizar uma conversão?

Aumentar o SEO e otimizar a conversão é uma abordagem equilibrada para a sua estratégia de marketing, trabalhando com ambos os lados da equação. Mesmo que a sua empresa invista principalmente em CPC (Custo Por Clique) para atingir sua meta de tráfego, ignorar a busca orgânica é um erro – nunca perca uma oportunidade de conseguir novos clientes.

Se você estiver desenvolvendo novos conteúdos ou simplesmente quer renovar suas landing pages, estas técnicas comprovadas para otimização de conversão podem melhorar o seu desempenho na busca orgânica ao longo do tempo.

1. Limite as Suas Opções

O Google adora sites que fornecem respostas imediatas.

A primeira página dos resultados de busca possui páginas de sites que são consideradas as mais eficientes para responder à pesquisa.

Embora seja tentador otimizar as páginas para um público mais amplo para atrair mais visitantes, esta abordagem, muitas vezes, cria uma experiência de usuário ruim.

Abordar uma ampla variedade de temas somente irá garantir que os seus visitantes terão que se esforçar mais para achar as informações que precisam. Landing pages que são para todo mundo, não são para ninguém.

Estreitar o seu foco é um processo de cima para baixo, que começa com a estrutura do seu site. Se você não estiver familiarizado com o conceito de silos de SEO, é hora de se atualizar.

A forma como você organiza as suas páginas impacta diretamente como os mecanismos de busca indexam o seu site e como os usuários encontram as informações que necessitam. Os chamados “silos” fornecem ao seu conteúdo um lugar natural para existir dentro do seu site.

Após definir bem a arquitetura do seu site, a sua próxima tarefa é garantir que o conteúdo das suas landing pages seja altamente focado. Segmente as variações do seu tema central usando uma hierarquia de títulos clara e com uma CTA forte que se conecte a um tipo de leitor específico.

imagem9

A diferença pode ser enorme para o seu desempenho orgânico e para a sua taxa de conversão geral.

2. Crie Conteúdo que Converta

Um conteúdo de um site é, sem dúvida, o fator que mais tem impacto nas taxas de conversão. Ele também desempenha um papel fundamental na forma como as páginas individuais do seu site aparecem nos resultados de busca orgânica.

Um bom conteúdo de marketing tem a capacidade de aproveitar oportunidades de conversão. Veja os exemplos destacados em vermelho abaixo:

imagem10

Há algumas coisas que você deve ter em mente ao criar um novo conteúdo para garantir que você esteja tirando o máximo de proveito em relação à conversão e SEO.

Em primeiro lugar e principalmente, o seu conteúdo deve ser desenvolvido para o público humano.

Embora seja importante incluir palavras-chave do ponto de vista do SEO, você perde rapidamente os leitores com um conteúdo desenvolvido para os mecanismos de busca e que está sobrecarregado com termos de SEO. Lembre-se, muitos cozinheiros estragam a sopa.

Ao tentar encontrar palavras-chave para otimizar o seu conteúdo, não se prenda à quantidade de palavras. Uma quantidade menor de palavras-chave, mas com um objetivo por trás delas vale muito mais. Desconto para tênis de corrida vs. tênis – qual das duas opções tem uma probabilidade maior de realizar uma conversão?

Crie o seu conteúdo com clareza e com a conversão em mente. Escreva-o utilizando senso de urgência e faça CTAs fortes que complementem o processo de pensamento natural ao longo do texto.

imagem11

A imagem acima do site da Kissmetrics é um ótimo exemplo de como simplificar a demonstração do benefício do serviço e de como fazer o leitor realizar uma conversão.

Mantendo o conteúdo limpo e conciso torna mais fácil para o seu público absorver o valor indicado e os grandes botões de CTA influenciam o próximo movimento.

3. Utilize Imagens

Nada encoraja mais um visitante a fugir do seu site do que encontrar uma enorme parede de texto.

Quebrar o conteúdo com elementos visuais pode ajudar a tornar o seu conteúdo mais digerível e a manter o seu público envolvido, o que pode fazer a diferença na criação de uma nova conversão.

Enquanto que imagens podem melhorar drasticamente a leitura e diminuir a sua taxa de rejeição, elas também devem ter um propósito. Sempre mantenha estes elementos com uma relevância alta.

Determine se uma parte do seu conteúdo é mais bem apresentado através de imagens. Analise os dados das suas landing pages com altas taxas de rejeição e veja se há oportunidades para aumentar o tráfego ao adicionar elementos visuais.

imagem12

Além de envolver melhor o seu público, as imagens também afetam o valor de SEO da sua página. Certifique-se de otimizar as suas imagens colocando nomes nos arquivos, textos alternativos e legendas apropriadas.

4. Esqueça o Flash

O seu site utiliza muito Flash? Se a resposta for sim, você está vivendo no passado.

O que já foi um marco da internet, o Flash desde muito tempo tem sido rotulado como uma tecnologia ultrapassada. Originalmente pensado para usuários com mouse e teclado, os usuários da internet de hoje têm evoluído para além dos computadores desktop tradicionais – mais da metade de todas as buscas na internet são realizadas através de dispositivos móveis.

O web design moderno se afastou do Flash, enxergando-o como um grande obstáculo em termos de acessibilidade. O Flash dificulta o acesso ao seu site através de celulares e tablets. Da mesma forma, os mecanismos de busca não podem indexar os elementos de Flash do seu site, impactando negativamente na sua otimização global.

Enquanto alguns elementos de Flash não irão realmente ser um problema para o seu site, o uso do Flash pode se tornar um problema caso afete a maneira como os visitantes navegam ou interagem com o seu conteúdo.

Além de melhorar a acessibilidade do seu site, eliminar o Flash pode melhorar drasticamente o tempo de carregamento das páginas. Tempos de carregamento menores também fornecem ao seu site uma vantagem em relação à forma como o Google te classifica.

A conclusão é que você deve abandonar o Flash por completo para criar uma melhor experiência de usuário e melhorar o seu desempenho nas buscas orgânicas – comece a preparar uma estratégia de transição com os seus desenvolvedores.

O HTML 5 é a melhor alternativa para o Flash e outros players de mídia terceirizados que também estão desatualizados. Simples tanto na sua forma, quanto na sua funcionalidade, o formato amigável para os desenvolvedores do HTML 5 garante que os seus arquivos de vídeo e áudio estejam acessíveis aos usuários em todos os dispositivos.

5. Execute Testes Regularmente

É quase impossível melhorar a sua taxa de conversão sem definir um ponto de referência para comparação. Os testes de rotina permitem que você monitore o seu desempenho e veja se as suas estratégias de marketing estão dando algum resultado.

Se você ainda está começando com análise de dados, comece de forma simples. A primeira coisa que você normalmente deve identificar são as suas melhores páginas, o que pode ser feito facilmente através do Google Analytics (Behavior → Site Content → Landing Pages).

imagem13

Utilizando as suas páginas principais como um ponto de referência, identifique as áreas do seu site onde ocorrem mais saídas (Behavior → Site Content → Exit Pages). Há algo que esteja faltando nestas páginas com desempenho inferior que está presente nas suas melhores páginas?

imagem14

Além disso, há diversas outras análises relacionadas às suas conversões que podem ser feitas através do rastreamento de metas do Google Analytics. O fundamental é que você consiga identificar as áreas do seu funil de conversão que podem precisar de mais atenção.

Utilize os seus dados para fazer pequenas melhorias nas suas páginas, se certificando de monitorar as alterações no tráfego e no fluxo de usuários. Realize regularmente testes A/B para refinar as suas estratégias sempre que possível.

Conclusão

Otimização da conversão e SEO são forças complementares e necessárias para construir um público e guiar seu comportamento. Utilizar estas técnicas pode levar o seu site na direção certa para ambos objetivos.

Lembre-se, os resultados de um site bem otimizado não aparecem da noite para o dia – você precisará realizar testes constantemente e rever as suas landing pages para ver a diferença nas conversões e no desempenho das buscas orgânicas.

Texto originalmente postado em inglês no: Kissmetrics

Quer que sua marca ou varejo seja a primeira na cabeça dos consumidores? Então acompanhe o Canal da Peça Web Services, para saber como estar presente no mundo digital. 

Deseja mais informações? Preencha os campos abaixo: