O marketing programático recebe esse nome basicamente pois são ações executadas por programas de computadores, sem intervenção humana. A parte humana do processo está ligada à estratégia em geral.

Depois que a estratégia é definida e os resultados esperados pela campanha estão esclarecidos, no caso da publicidade, a mídia é negociada, comprada e entregue por softwares, quase sempre em tempo real.

As tecnologias são aliadas importantes para as empresas e estar presente no meio digital já deixou de ser uma tendência ou moda, é quase que uma obrigação para as marcas.

E apesar de toda essa automação do processo de marketing, nunca antes as empresas puderam estar mais em contato com seus clientes, já que tal estrategia permite entender do que cada cliente gosta ou não.

Um bom exemplo são plataformas como o Netshoes ou o Canal da Peça, que se utilizam de ferramentas que permitam um melhor entendimento do comportamento dos consumidores para dessa forma atendê-los de forma eficiente.

No vídeo acima, Edmardo Galli, diretor geral da IgnitionOne, falou com o site Digitalks sobre marketing programático. Nele, Galli explica o que é marketing programático e suas tendências para o futuro do marketing no Brasil.

Vídeo: DigiTalks

Ficou com alguma dúvida sobre marketing programático? Compartilhe sua opinião ou dúvida conosco nos comentários!

Quer que sua marca ou varejo seja a primeira na cabeça dos consumidores? Então acompanhe o Canal da Peça Web Services, para saber como estar presente no mundo digital.

Deseja mais informações? Preencha os campos abaixo: